News

Dicas sobre F12

Discussion in 'Portugal' started by CS_GT, May 23, 2018.

  1. CS_GT

    CS_GT Rookie

    May 23, 2018
    6
    Full Name:
    Carlos Santos
    Boa noite a todos. O meu nome é Carlos e sou de Lisboa. Sou um entusiasta da Ferrari há muitos anos e apesar de este ser o meu primeiro post neste fórum, tenho vindo a acompanhá-lo há alguns meses, registando com muito agrado o nível de entusiasmo pela marca e o interesse da informação aqui partilhada.

    Estou a ponderar a aquisição de um F12 usado e gostaria muito de ter algumas opiniões e conselhos sobre a experiência em geral com este modelo e também acerca de alguns pontos específicos.

    1. Existe alguma data de fabrico a partir da qual os modelos tenham upgrades relevantes ou melhorias de fiabilidade?

    2. A garantia “Ferrari Approved” é suficiente para descansar completamente um comprador de um F12 usado ou convém pedir algum tipo de inspecção/peritagem independente por conta do comprador? Existe alguma forma de validar efectivamente que o carro é livre de acidentes? Algum ponto em particular que deve ser objecto de atenção especial?

    3. Quais os opcionais que consideram “quase obrigatórios”? É importante, p.ex., ter o elevador dianteiro para uma utilização normal de dia a dia?

    4. Alguns dos modelos que tenho analisado com idades e quilometragens comparáveis têm diferenças de preço significativas que os vendedores justificam tipicamente com opcionais. Existe alguma fonte onde possa ter acesso aos preços indicativos dos opcionais do carro novo de forma a avaliar melhor estas diferenças?

    Agradeço desde já os vossos inputs que serão certamente muito úteis para mim.

    Abraço,

    Carlos


    Sent from my iPad using FerrariChat.com mobile app
     
    AlfistaPortoghese likes this.
  2. To remove this ad click here.

  3. AlfistaPortoghese

    AlfistaPortoghese Moderator
    Lifetime Rossa

    Mar 18, 2014
    3,777
    Europe, but not by much.
    Full Name:
    Nuno


    Boa tarde caro Carlos e, antes de mais, seja muito bem-vindo à nossa secção lusitana do FerrariChat!

    Permita-me que comece por lhe endereçar calorosos parabéns por ter optado pela aquisição do F12. Ainda não tive oportunidade de testar o 812 Superfast, todavia considero que tal não mudará o meu sentimento pessoal relativamente ao F12: seguramente, um dos GT mais entusiasmantes e refinados que algum dia saíram de Maranello.

    Para não induzir involuntariamente o Carlos em erro, gostaria de explicitar que não sou proprietário de um F12. Através de dois entusiastas da marca a quem tenho o privilégio de poder chamar de amigos, conheço o F12 e tive inclusivamente a oportunidade de conhecer as suas capacidades dinâmicas.

    Estando pois, pelo supra exposto, longe de ser um conhecedor no que ao F12 diz respeito e, estando certo que o Carlos obterá feedback muitíssimo mais certeiro e acutilante que o meu, tentarei ainda assim abordar as muito pertinentes e relevantes questões que o Carlos lançou:

    1) Desconheço a existência de upgrades de monta, ao ponto de afectarem a fiabilidade do modelo, durante toda a vida útil de produção do F12. Porém, poderão existir algumas campanhas de recall e/ou actualizações de software, caso o F12 partilhe componentes e/ou configurações com os seus contemporâneos, em especial o California e o 458, que foram sofrendo algumas actualizações ao longo da sua produção.

    Pessoalmente, considero o F12, à semelhança de todos os Ferrari produzidos pós-2008, extremamente versátil, amigo do utilizador e, se mantido adequada e atempadamente, absolutamente fiável, a níveis de carros do dia-a-dia.

    2) Tendo adquirido um Ferrari a um concessionário oficial da marca ao abrigo do programa "Ferrari Approved", considero absolutamente indispensável essa garantia que, por si só, cobre não só potenciais avarias em peças de desgaste durante um período de 12 (doze) meses, como abarca já todo um conjunto pré-definido de check-ups visuais, mecânicos e electrónicos à viatura em questão.

    Relativamente a obter informação sobre a viatura, o concessionário oficial será capaz de lhe facultar, após solicitação sua, histórico completo da viatura desde o momento em que foi entregue ao seu primeiro proprietário e, bem assim, uma declaração de que a viatura nunca esteve envolvida em acidentes de qualquer natureza.

    Reitero e saliento mera opinião pessoal, sem receio de contraditório: não existe forma mais prática, directa e segura do que adquirir um Ferrari a um concessionário oficial da marca, coberto por garantia da marca (Ferrari Approved ou New Power).

    3) Considero que um Ferrari é algo extremamente pessoal, pelo que é bastante difícil elencar uma lista de acessórios que, de alguma forma, sejam "obrigatórios", como refere. Inclino-me a dar preferência aos elementos em fibra de carbono que, quer pelo preço, quer pelo apelo visual, valorizam consideravelmente a viatura, elevando-a do estatuto de "F12", para um raro F12. Quanto mais extensa for a lista de opcionais a bordo do seu Ferrari, maior será o valor que irá reter e, igualmente, assegurará futuramente e em teoria, uma procura maior se, um dia, equacionar vendê-lo.

    A questão do "lifter" é deveras interessante: o meu 458 não está equipado com o sistema em questão o que, a princípio, me deixou algo hesitante. Todavia, após ter realizado um número interessante de kilometros ao volante, felizmente, nunca me encontrei numa situação em que precisasse de o usar e conduzo de forma descontraída sem o sistema. Talvez se trate única e exclusivamente de um acaso: os percursos que realizo são sempre bastante suaves, sendo que utilizo os meus Ferrari >90% das vezes em auto-estrada e a entrada para a garagem de minha casa é muitíssimo suave, sem grandes alterações de cota.

    No entanto, há que sublinhar que se produziram F12 em quantidade suficiente para que não exista dificuldade de monta em encontrar um exemplar que esteja dotado não só de um "lifter", como de outros opcionais que o Carlos preze, pelo que é questão de aguardar e aprofundar as pesquisas ao longo do tempo. Com o lançamento e entregas do 812 Superfast, começam a surgir numerosos F12 entregues a título de retoma, alguns excepcionalmente bem equipados.

    4) Atinge-me como extremamente relevante a sua questão mas, infelizmente, não possuo esses dados, Carlos. As minhas desculpas! Refiro apenas que me parece, muitas vezes, que o incremento de preço do exemplar A (parcamente dotado de equipamento) para o exemplar B (faustosa e caprichosamente configurado), acaba por ser pouco científica e mais por aproximação do que por qualquer outro factor.

    Muitos vendedores fazem (tentam fazer!) variar o preço consoante uma quase infindável míriade de factores, quanto a mim nenhuma das quais com grande relevância: uma cor pouco comum, um ou outro acessório mais exótico ou, o da praxe: a kilometragem.

    Quanto a mim, em particular num Ferrari pós-2008, o mais importante acaba por ser o histórico da viatura (se sempre assistida na marca de forma atempada), se todos os acessórios se encontram presentes na viatura (2 chaves, key code, todos os livros e manuais, kit ferramentas, etc) e se a viatura esteve alguma vez envolvida em alguma espécie de colisão. A kilometragem não espelha de todo a forma como a viatura foi usada: já tive oportunidade de ver motores abertos no tempo do Sr. Paulo Nóbrega, uns com 20.000km com aparência verdadeiramente assustadora e outros que, com 4 vezes maior kilometragem, limpos e a funcionar como um relógio suiço (perdão: transalpino!).

    Espero que, de alguma forma ainda que ténue, tenha conseguido abordar as questões que o Carlos colocou. Se o Carlos sentir que lhe podemos valer em quaisquer outras questões, por favor disponha.

    Até lá, faço sinceros e enfáticos votos de boas pesquisas e boas negociações!

    Nuno.
     
    jorge da cruz and MDEL like this.
  4. MDEL

    MDEL F1 Rookie
    Rossa Subscribed Silver Subscribed

    Feb 24, 2016
    2,771
    Southern Europe
    Full Name:
    Mario
    Boa tarde Carlos,

    Relativamente às suas questões e como conheço um pouco acerca do F12 Berlinetta aquilo que lhe posso adiantar é o seguinte:


    1) Trata-se de um modelo que não evidenciou problemas de maior todavia tenho conhecimento de alguns casos de 2012 e 2013 que tiveram problemas nos sensores de velocidade do veio principal da caixa . Como se trata de uma reparação cujo custo é bastante elevado independentemente do ano o que aconselharia sempre é a aquisição de um exemplar que disponha de uma extensão de garantia (Power extended warranty) ou da garantia de fábrica ainda válidas.

    2) Sobre os extras e como no meu F12 disponho de praticamente todos os que existem, relativamente ao elevador posso dizer-lhe que é útil mas curiosamente não existem muitas situações em que tenha que ser utilizado. Algo de que gosto bastante é o comando Capristo que permite abrir as válvulas de escape quando se pretende e que transforma a sonoridade do V12, já por si soberba, em algo que só ouvi nos Ferraris F1 dos anos oitenta.

    3) Se o adquirir na Alemanha qualquer acidente, nem que seja um pequeno toque a estacionar mas que tenha causado danos, em princípio terá que ser reportado pelo vendedor. Os preços dos F12 variam bastante entre si e os principais factores que os influenciam são a quilometragem, o nível de extras e em menor medida o ano. No caso específico do meu F12 o valor dos extras é bastante elevado e de aproximadamente 120.000 € e, obviamente, o seu preço foi bastante diferente daquele de qualquer outro que tinha poucos extras isto considerando que todos os restantes factores são idênticos. Pessoalmente gosto bastante dos acessórios em carbono, volante, consola, skews, spoiler, difusor etc, pois além de serem visualmente muito apelativos e de uma grande perfeição de acabamento, conferem muito carisma a este modelo.

    4) O processo de procura e aquisição do meu F12 durou oito meses e o que fiz foi construir uma folha excel com um short list com as 6 alternativas que mais me agradavam e onde contabilizei os valor dos extras e atribuí uma pontuação aos vários aspectos como por exemplo a cor, a quilometragem, etc. Todavia aquilo que penso que acontece é que no final existe sempre um exemplar pelo qual nos apaixonamos e do qual gostamos mais e independentemente de haver algum aspecto menor menos menos positivo, é esse que acabamos por adquirir.

    Desejo-lhe boa sorte e muita paciência nessa procura onde muitas vezes a pressa não é a melhor conselheira.

    Cumprimentos

    Mario
     
    jorge da cruz likes this.
  5. CS_GT

    CS_GT Rookie

    May 23, 2018
    6
    Full Name:
    Carlos Santos
    Caros Nuno e Mário,
    Muito obrigado pelas vossas respostas tão interessantes e completas. A minha busca sairá certamente reforçada por este vosso generoso contributo.
    Cumprimentos,
    Carlos
     
    AlfistaPortoghese likes this.
  6. AlfistaPortoghese

    AlfistaPortoghese Moderator
    Lifetime Rossa

    Mar 18, 2014
    3,777
    Europe, but not by much.
    Full Name:
    Nuno
    Estimado Carlos,

    Como eu havia vaticinado no meu comentário, o feedback do Mário é inestimável. Além do Mário ser proprietário de um belíssimo e raríssimo F12, é um Ferrarista de primeiríssima água, pelo que as considerações que o Mário teceu são, tanto a montante quanto a jusante, muito mais pertinentes do que as minhas. É um prazer continuar a aprender de tão nobre e conhecedora fonte. Reitero os meus votos de boas pesquisas e que more um F12 na sua garagem o quanto antes!

    Cumprimentos e bom feriado.
     
  7. To remove this ad click here.

  8. MDEL

    MDEL F1 Rookie
    Rossa Subscribed Silver Subscribed

    Feb 24, 2016
    2,771
    Southern Europe
    Full Name:
    Mario
    Caro Nuno,
    Agradeço as suas amáveis palavras mas todos os que o conhecemos sabemos que se existe aqui algum verdadeiro "Ferrarista de primeiríssima água" esse é sem dúvida o Nuno.

    Um abraço

    Mario
     
    AlfistaPortoghese likes this.
  9. CS_GT

    CS_GT Rookie

    May 23, 2018
    6
    Full Name:
    Carlos Santos
    Boa noite a todos. A minha busca está a dar frutos e identifiquei um F12 de 2015 muito próximo da minha configuração ideal (grigio silverstone com interior cioccolato). Já fiz um test drive e gostei muito. É um carro comercializado por um concessionário Ferrari e tem garantia Ferrari Approved de 24 meses. Estou decidido a avançar, sendo que me estou a deparar com um problema prático sobre o qual gostaria de ter o vosso conselho.

    A questão tem que ver com seguros. A minha ideia era ir buscar o carro a França e conduzi-lo até Portugal. O problema é que o concessionário me diz que para isso só consegue fazer um seguro contra terceiros e em Portugal a companhia com quem trabalho não me faz o seguro sem que o carro esteja legalizado em Portugal. Alguém tem alguma experiência em situação semelhante? Gostava muito de fazer eu a viagem, mas tenho muito receio de o fazer apenas com um seguro contra terceiros.

    Fiquei também surpreendido quando falei com o meu corretor e me transmitiu que iria ser complicado fazer um seguro contra todos os riscos em Portugal num carro deste valor usado. Alguma perspectiva sobre isto ou conselho de seguradora mais vocacionada para este tipo de produto?

    Obrigado desde já pelos vossos inputs.

    Um abraço,

    Carlos


    Sent from my iPhone using FerrariChat.com mobile app
     
    AlfistaPortoghese likes this.
  10. AlfistaPortoghese

    AlfistaPortoghese Moderator
    Lifetime Rossa

    Mar 18, 2014
    3,777
    Europe, but not by much.
    Full Name:
    Nuno
    Prezado Carlos,

    Antes de mais, folgo em saber que o Carlos está activamente a perseguir o seu F12 de sonho! Louvo também a decisão que tomou, de procurar nos concessionários oficiais Ferrari um exemplar ao abrigo de uma garantia em vigência. Desfrutar de um Ferrari com absoluta paz de espírito é algo fulcral!

    Quando adquiri o meu 458, fi-lo na Alemanha e não em França, pelo que eventualmente derivarão desse facto algumas mudanças em termos de requerimentos legais de circulação. À época, também equacionei trazê-lo por estrada para Portugal. Todavia, apesar de já se ter passado algum tempo e os detalhes se terem desvanecido da minha memória, recordo-me que a nível de seguros a situação era de tal forma complexa e as parcas informações que lograva obter eram de tal forma incompletas e contraditórias, que optei pela solução que, repito, à época, se me deparou como sendo a mais fácil e prática: contratar um serviço de transporte em camião fechado e resolver posteriormente as questões burocráticas com o carro já em solo português.

    Ainda assim, se bem me recordo e se a memória não me atraiçoar, fui informado junto do concessionário oficial em que adquiri o 458, que se o comprador conseguir resolver a questão burocrática dos seguros, a viatura poderia ser transportada por estrada, utilizando chapas de trânsito alemãs (salvo erro letras brancas contra um fundo vermelho).

    Relativamente à questão que coloca sobre seguros, à época e por manifesta falta de tempo, não estive envolvido nos meandros da aquisição da minha apólice, já que recebi ajuda total por parte do corrector que costuma ajudar-me neste tipo de situações. Irei indagar justo deste, por forma a saber se me consegue adiantar alguma informação que possa vir a ser útil ao Carlos e, se assim for, voltarei ao seu contacto o mais brevemente possível.

    Cumprimentos e obrigado,

    Nuno.
     
    MDEL likes this.
  11. MDEL

    MDEL F1 Rookie
    Rossa Subscribed Silver Subscribed

    Feb 24, 2016
    2,771
    Southern Europe
    Full Name:
    Mario
    Carlos antes de nada parabéns por ter encontrado esse exemplar que lhe enche as medidas e em Grigio Silverstone que é uma cor de que gosto muito. No caso do meu Grigio Ferro isso também aconteceu só que demorei oito meses para descobrir o exemplar que verdadeiramente me enchia as medidas. Quando adquiri o meu F12 na Alemanha fi-lo transportar até Portugal num camião fechado e com matrícula Alemã de exportação à qual apenas estava associado um seguro contra terceiros. Durante o transporte da Alemanha até Portugal a viatura estava coberta pelo seguro do transportador que se a memória não me falha tinha uma cobertura de 3 milhões de Euros. Logo que o adquiri comecei através do meu mediador a tratar do seguro mas depara-mo-nos logo com um problema tal como o Carlos e que foi a circunstância de nenhuma companhia estar interessada em segurar o veículo devido ao seu elevado valor. Como tinha outro Ferrari com um seguro válido na Zurich e sem incidentes, a solução foi transferir esse seguro para o F12 o que se conseguiu sem uma forte penalização na anuidade. Todavia só foi possível activar este seguro a partir do momento em que o F12 foi legalizado no nosso país e emitida a matrícula portuguesa o que significa que houve um período de aproximadamente 15 dias, entre a chegada a Portugal e a emissão da matrícula, em que o F12 não tinha qualquer seguro e esta situação de certo modo atormentou-me.
    A garantia de que o seu exemplar dispõem é algo absolutamente essencial e uma espécie de seguro de vida e embora o F12 seja uma máquina bastante fiável qualquer reparação, por exemplo ao nível da substituição de sensores da transmissão, é sempre muitíssimo onerosa. Relativamente ao seguro o Carlos comece por tentar a Zurich pois para eles o F12 já não é uma novidade.

    Como não é todos os dias que se compra um F12 consigo perceber a euforia que estará a sentir e sei que esta fase até ter o carro matriculado em Portugal e tudo resolvido é um pouco stressante. Mas o prazer que irá retirar ao conduzir e desfrutar o F12 penso que compensará qualquer eventual contratempo.

    Um abraço

    Mário
     
    AlfistaPortoghese likes this.
  12. To remove this ad click here.

  13. CS_GT

    CS_GT Rookie

    May 23, 2018
    6
    Full Name:
    Carlos Santos
    Caros Nuno e Mário,

    Muito obrigado mais uma vez pelos vossos conselhos, sempre tão úteis.

    Entretanto penso que resolvi a questão do seguro e estou-me a preparar para ir buscar o carro no fim da próxima semana.

    De facto depois de uma busca que no meu caso também já durava há muitos meses, o entusiasmo é grande.

    Bom fim de semana,

    Carlos




    Sent from my iPhone using FerrariChat.com mobile app
     
    AlfistaPortoghese likes this.
  14. herpez

    herpez Rookie

    Sep 22, 2010
    23
    Aguardo ansiosamente novidades CS_GT
     
  15. CS_GT

    CS_GT Rookie

    May 23, 2018
    6
    Full Name:
    Carlos Santos
    Caros Ferraristas,

    Volto ao vosso contacto para mais uma vez agradecer os conselhos valiosos que me deram e também para partilhar algumas das primeiras impressões do F12.

    Tenho o carro há pouco mais de um mês, embora a maior parte do tempo tenha estado a ‘tratamento’ na Car Detail (correção de pintura, detalhe e colocação de película). Ainda assim já fiz cerca de 2500kms, a maior parte dos quais na viagem para casa.

    Acabei por decidir trazê-lo por estrada, o que foi uma óptima opção porque essa é exactamente a vocação do F12. Para além da potência e qualidade dinâmica, o carro é muito confortável em viagens longas (fiz etapas de mais de 800kms e sempre sem me aborrecer ou cansar). Para além de autoestrada fiz alguma estrada (boa) de montanha e de facto o comportamento é exemplar e muito seguro. É um carro que se pode conduzir tranquilamente e é um ‘cordeiro’ ou que se pode provocar um pouco e aí torna-se um ‘lobo’...

    Único ponto menos positivo do f12 é que atrai muita atenção na estrada, ainda que na maior parte dos casos seja atenção muito positiva.

    Um abraço a todos e boas férias para quem estiver de férias.

    Carlos






    Sent from my iPhone using FerrariChat.com mobile app
     
  16. MDEL

    MDEL F1 Rookie
    Rossa Subscribed Silver Subscribed

    Feb 24, 2016
    2,771
    Southern Europe
    Full Name:
    Mario
    Caro Carlos,

    Antes de mais nada deixe-me dar-lhe os parabéns pelo seu F12 pois tive a oportunidade de o ver mais do que uma vez na CarDetail e é um lindíssimo exemplar.
    Concordo com a sua apreciação acerca do F12 em estrada pois nas etapas mais longas que já fiz, embora só com cerca de 500 Km, nunca cheguei ao fim com a sensação de ter de recorrer aos serviços de um quiroprático. Tal como refere, pode-se conduzir tranquilamente e nessas circunstâncias mostra essa tal pele de cordeiro mas o lobo está sempre lá. Em asfalto seco mas mais polido já apanhei pelo menos um valente susto quando pisei o acelerador numa ultrapassagem numa recta com o manetino apenas em Sport, pois o F12 nessas circunstâncias, e devido à sua grande potência e torque, adora mostrar a traseira. Como o Carlos certamente já se terá apercebido o F12 é um carro rapidíssimo e por isso tem que ser sempre respeitado.
    Curiosamente já tive outro Ferrari que embora de uma categoria inferior ao F12 com a capota em baixo atraía muito mais a atenção ao ponto de às vezes se tornar embaraçoso.
    Boas férias também para si e um abraço,

    Mário
     
    AlfistaPortoghese likes this.
  17. AlfistaPortoghese

    AlfistaPortoghese Moderator
    Lifetime Rossa

    Mar 18, 2014
    3,777
    Europe, but not by much.
    Full Name:
    Nuno
    Caro Carlos,

    Antes de mais, congratulo-o pela sua belíssima aquisição! Endereço-lhe sinceros e enfáticos votos de que desfrute do seu F12 em tua a sua plenitude, e que o F12 lhe proporcione muitos kilometros de sorrisos e satisfação, com saúde.

    Apesar de ainda não ter tido o privilégio de travar conhecimento com o Carlos, travei conhecimento com o seu F12, que o Carlos entregou ao cuidado do Rui na Car Detail que, na minha modesta opinião, é um profissional de craveira e de grande experiência, com um vasto portfolio de dedicação ao detalhe e rico histórico de tratamento de super e hiper carros.

    Percebo perfeitamente as razões que levaram o Carlos a apaixonar-se pelo seu F12: uma configuração cromática extremamente elegante, que coloca em ainda maior evidência as já de si claríssimas apetências dinâmicas estradistas do F12.

    Alinho pelo mesmo diapasão do Carlos quando refere que é deveras impressionante a duplicidade de personalidade do F12 e, bem assim, de todos os Ferrari pós-California (inclusive): um desportivo com apetências dinâmicas verdadeiramente demoníacas e ensandecentes se o condutor assim o desejar, com o veículo inclusivamente a ajudá-lo a tirar o máximo partido da performance disponível ou, se se preferir, um grand tourer extremamente confortável, versátil e silencioso para longos destinos, aportando-lhe nada que não seja extremo requinte e conforto assinalável.

    Um Ferrari é sempre um exemplar de excepção, independentemente das circunstâncias ou da posição geográfica em que nos encontremos. A atenção que inatamente capta acaba por ser uma externalidade inevitável ainda que, como o prezado Mário refere, em caso de descapotáveis, a situação seja agudizada, uma vez que estamos directamente expostos aos elementos e... a toda a natureza de reacções.

    Longe dos grandes centros urbanos, a meu ver, é onde mais confortável e discretamente desfrutamos dos nossos Ferrari e mais nos aproximamos da descontracção que nos permite verdadeiramente relaxar ao ponto de aproveitarmos todas as potencialidades de um Ferrari, sem preocupações que se prendam com transeuntes, trânsito ou invasões ostensivas de privacidade, além de que o nosso país possui regiões mais interiores absolutamente notáveis, tanto em termos gastronómicos, quanto em termos rodoviários e ainda no que concerne a amabilidade das suas gentes.

    Cumprimentos com estima, uma vez mais muitos parabéns e votos de boas férias se disso for caso, para si e para a família.

    Bom fim-de-semana,

    Nuno.






    Sent from my iPhone using FerrariChat.com mobile app[/QUOTE]
     
    MDEL likes this.
  18. AlfistaPortoghese

    AlfistaPortoghese Moderator
    Lifetime Rossa

    Mar 18, 2014
    3,777
    Europe, but not by much.
    Full Name:
    Nuno
    Prezado amigo Mário,

    Se me permite a ousadia, com que pneus decidiu equipar o seu belíssimo F12?

    Lanço a questão única e exclusivamente porque, curiosamente, já por um par de vezes tive similar experiência com o 458 utilizando a mesma posição do manettino.

    No meu caso particular, tenho equipados Michelin Pilot Super Sport. Visualmente, a superfície do pneu parece-me bastante saudável e apresenta-se com pouco desgaste, sendo que considero os níveis de aderência assaz interessantes. Ainda assim, prescrevi a mim mesmo cautela: sobretudo com temperaturas (ou atmosféricas, ou dos pneumáticos, ou de ambos) baixas, ainda que os supra identificados pneus possuam uma performance muito satisfatória, saindo de uma curva, é preciso dosear com bom-senso o regresso ao acelerador, sob pena de pronunciado queixume do eixo traseiro!

    Um saudoso abraço com estima,

    Nuno.
     
  19. MDEL

    MDEL F1 Rookie
    Rossa Subscribed Silver Subscribed

    Feb 24, 2016
    2,771
    Southern Europe
    Full Name:
    Mario
    Caro amigo Nuno,

    Espero que esteja a desfrutar do seu 458 e a ver se um dia destes conseguimos encontrar-nos. O episódio com o F12 que referi ao Carlos aconteceu quando este estava equipado com uns pneus Pirelli Pzero que tinham menos de 2000 Km. Entretanto mudei de pneus e coloquei os Michelin Pilot Super Sport.
    Depois desse episódio e intrigado de como foi possível numa recta com tempo seco o F12 fugir-me várias vezes de traseira à esquerda e à direita numa ultrapassagem pacífica que se iniciou a menos de 100 Km/h, falei com um amigo meu que conhece bem essa estrada e quando lhe expliquei o sucedido foi peremptório atribuindo a causa ao facto do asfalto estar muito polido. Uns meses mais tarde quando o F12 já tinha os pneus Michelin e como não estava inteiramente convencido sobre a teoria do asfalto polido, voltei à mesma recta com o manettino em Sport e quando ia a 80 Km/h acelerei a fundo. O F12 voltou novamente a fugir um pouco de traseira mas nada comparável com aquilo que aconteceu anteriormente e por isso desta vez não apanhei nenhum susto. Comparando a minha experiência no F12 com os pneus Pzero e os MPSS, posso afirmar que os últimos parecem ser mais macios, vibram menos a alta velocidade e em termos de aderência tanto em piso seco como molhado são bem melhores.

    Um grande abraço

    Mário
     
  20. 550 Barchetta

    550 Barchetta Rookie
    Owner

    Jan 12, 2011
    33
    No que toca ao 550 os MPSS estao também aprovadissimos, no que concerne ao conforto do pisar, bem como na aderência proporcionada em piso seco. O ponto de comparação que tenho são os Bridgestone Expedia.
     
  21. jorge da cruz

    jorge da cruz Karting

    Sep 4, 2015
    234
    Luanda Angola
    Full Name:
    Jorge Da Cruz
    Só hoje vi o Post.


    Parabéns Pela Escolha do F12 é uma opção de compra que tráz logo á partida a valorização pois é um modelo pouco produzido V12 logo inevitável valorização. Produção pequena.

    Ferrari Aproved é um "Must" se foi possível a compra com isso Top ! Excelente.

    Qdo não se pode comprar Ferrari Aproved e há muito interesse .... Sempre pode fazer uma PPI "Pre Purchase Inspection" é feita só num dealer Ferrari que necessita agendamento e custa entre 150 a 200 euros.

    A PPI origina um relatórios sobre o carro sua real quilometragem (Liga o carro á fabrica via net e "sonda" eventuais correções de quilometragem real"
    PPI relata menciona e Avisa e confirma revisões e trocas de fluidos importantes realizados qdo a viatura tem mais de 4 anos 55 mil kilometros (Oleo da Caixa F1- Oleo da Caixa Velocidade e do Diferencial traseiro), menciona tudo o que está mal precisa ser trocado e seu preço.

    PPI - ou a ter em atenção
    Mostra e menciona o desgaste e vida útil restante da embraiagem
    Mostra e menciona o estado desgaste e vida útil dos discos cerâmicos
    Os dois items anteriores devem ser comparados aos kilometros no painel.


    Se o Vendedor não a aceitar PPI ... é melhor ficar mais cuidadoso no impulso de o comprar...

    Aproveite e desfrute o F12 ... Para muito poucos esse nível superior de construção, Ferrari.

    Melhor ano ... (by the book depois de 2014)
     
    MDEL likes this.
  22. luigisayshello

    luigisayshello Karting

    Jul 9, 2014
    164
    Já agora, 3 coisas a ter atenção, nada de temeroso, mas convém ter atenção:
    1) Quando o levar à revisão peça para lhe mudarem a correia do alternador para a ultima versão, é muito chato se quebrar e é relativamente comum com as correias que os f12 vieram;
    2) corrosão nas 'grelhas' da mala, a Ferrari tem uma solução para este problema que advém do facto das grelhas serem em ferro e a mala aluminio. Se vir, eles corrigem, a melhor solução ou será mandar fazer umas grelhas em aluminio ou dar uma camada de ceramica nos pontos de contacto e pelo sim pelo não tinta plastica do lado do alumio ou uma fita de borracha a servir como barreira.
    3) aparentemente ninguém vê os niveis de oleo, estes carros fazem muita rotação e têm 12 cilindros mais tarde ou mais cedo vão consumir oleo, portanto ver o nivel conforme o manual diz, não há nada pior que fazer 8500rpm com o oleo abaixo do nivel. E já agora o refrigerante, não custa nada e previne os piores problemas imagináveis.
    Já agora no topico dos fluidos, se pretender ficar com o carro longo termo, gaste uma centena mais e faça a troca do oleo da caixa, estas dct deixam tanta limalha e pedrinhas de metal durante a rodagem, só de pensar que vai andar com esse lixo metálico a ser bombeado pela caixa toda... depois pode deixar andar for umas dezenas de milhares de quilometros sem medo nenhum.
    4) Por ultimo, se o carro estiver com problemas a pegar ou estiver com glitches electricos, bateria, não vale a pena andar a inventar e a medir, é a bateria seguido imediatamente do alternador, mas mais raro. Os problemas electricos dos Ferraris modernos têm todos a mesma origem, bateria. Fácil, não é um custo abusivo e é algo que também normalmente tem uma vida util em carros modernos de 4-6 anos, portanto é custo de manutenção regular.
     
    MDEL and AlfistaPortoghese like this.

Share This Page